• eduardo@rh.tur.br
  • eduardo@rh.tur.br

O vendedor de algodão doce

O vendedor de algodão doce

Conheci um vendedor de algodão doce certa vez na porta de uma escola. Percebi que ele tinha uma clientela que sempre comprava com ele. Curioso, um dia puxei conversa para saber como ele vendia seus produtos. Ele me contou que vendia muito bem ali, só nos horários de entrada e saída dos alunos. Ali já conhecia todo mundo e as pessoas o conheciam também. Mas disse que antes as coisas eram mais difíceis. Contou que ficava vendendo numa praça pública, no centro da cidade. Passava 10 horas perambulando pela praça e gritando para chamar a atenção das pessoas. Ao final do dia, estava exausto e sem voz. Certo dia ele reparou que, numa loja de brinquedos ali daquela mesma praça, havia um personagem que chamava a atenção de toda criança que por ali passava. Então ele acabou descobrindo o nome daquele personagem, e que o mesmo estava na moda entre a criançada. Decidiu então comprar algumas máscaras de papel daquele mesmo personagem, bem baratinhas, para dar de brinde para os filhos de quem comprasse o algodão doce. Aumentou também o preço de venda do seu produto para cobrir o custo da máscara e aumentar um pouco a margem de lucro. Ele pensou que ao invés de vender para “todo mundo”, no meio da praça, iria até locais onde houvesse muitas pessoas com seus filhos. Foi aí que decidiu ir até a porta de escolas, no horário de entrada e saída de alunos. E depois dessa mudança, o vendedor estava muito contente com o volume de vendas. Agora vendia duas vezes mais, em 4 horas de trabalho, do que vendia antes em 10 horas na praça. Ele vende por um valor maior e não precisa ficar aos berros; agora são os interessados que procuram o vendedor, e não o contrário. E eu, depois dessa conversa, fui embora impressionado. Entendendo o que o público consumidor dele gostava, onde frequentava e quais horários de pico, o vendedor tornou seu trabalho muito mais eficiente e lucrativo. Este é um vendedor que sabe trabalhar com a sua persona e usar a emoção para conquistar mais e mais compradores.

Retirado do livro: Copywriting: O Método Centenário de Escrita mais Cobiçado do Mercado Americano, de Paulo Maccedo

  • TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Deixe uma resposta

Somos uma escola especializada na formação de mão de obra para Agencias de Viagens e Operadoras de Turismo. Somos comprometidos com o sucesso de nossos alunos os quais são nossa maior referência do trabalho que desenvolvemos. Os cursos são caracterizados pela aplicação rápida e precisa do conteúdo, refletindo diretamente na formação de nossos alunos.

CNPJ 10.304.542/0001-01

Porque turismo?

  • Crescimento acima da média brasileira
  • Potencial Nacional
  • Grandes eventos
  • Posição Geográfica
  • Recursos Naturais

© Todos os direitos reservados