Experiência X Capacidade de aprender

Há tempos atrás, trabalhando em uma nova formação de equipe recebi uma sugestão que valeu por toda uma nova politica de contratação da empresa.

Tínhamos acabado de perder, por conta de uma “maçã podre” toda uma equipe de vendas, alguns colaboradores com mais de dez anos de casa, indo embora (para a concorrência) levando consigo toda expertise, filosofia, cultura e deixando um buraco negro, além dos poucos cabelos que sobraram arrepiados de medo.

Lembro bem que era outubro, “boca” de uma alta temporada, pico de vendas a caminho, o quadro era negro.

Não restava muita coisa além de contratar uma equipe inteira de inexperientes colaboradoras que nunca tinham trabalhado no ramo, aliás, um terço delas nunca tinham trabalhado em coisa nenhuma, pensado bem, tem cor mais escura que negro?

Bom, Santo de devoção existe é para essas coisas mesmo. O mais tenebroso era que na sexta-feira a equipe antiga deixava a empresa, segunda-feira, as pirralhas no front de atendimento. E no meio disso tudo, eu, com desinteria (para não usar outro termo).

Passada a tal segunda-feira, passada uma semana, um mês, trancos e barrancos, o “inferno” não era tão feio assim, negro eu não diria, cor de rosa também não. Mas, surpreendentemente a nova equipe tinha vendido a mesma quantidade dos veteranos, no outro mês trinta por cento mais, seis meses depois vendíamos, cem por cento. A inovação foi a tônica do período, e particularmente meu aprendizado em cima de uma frase que ficou;

       Jamais devo contratar pessoas pelo que sabem e sim pela sua capacidade de aprender.

E…

Ninguém sabe o que vai acontecer daqui a cinco ou dez anos, o que deve acontecer é a nossa capacidade de aprender cada vez mais rápido.

Boas contratações!

Comentários

  • Ana

    Professor, já tive a oportunidade de contratar pessoas sem nenhuma experiência, e dito a capacidade de aprender elevada… em uma época na qual eu estava precisando muito, não sei se foi no meu desespero, mas realmente eu vi o crescimento, mas infelizmente não ficou com a gente, apos 1 ano e dois meses de casa, pedindo desligamento, pois não aguentou a pressão que é o turismo. Hoje eu contrataria pessoas sem experiência, com facilidade de comunicação e de aprendizagem, porem com resistência a pressão que sofremos, temos um mercado cada vez mais competitivo e prostituído, e precisamos nos atualizar sempre.

    • Rh.Tur

      Oi Ana,

      Bem comentado, realmente precisamos identificar candidatos com características para nossa profissão. Cabe até um post sobre o tema.
      Muito obrigado pela colaboração, apareça sempre.
      Eduardo

  • Juliana Girotour

    Eduardo, adorei o seu texto. Comigo aconteceu o mesmo. Quando comprei a Girotour fiquei sem os emissores. Foi muito tenso. Mas desafios existem para serem vencidos.
    E Deus com todos os Santos sempre nos ajudam.
    Um grande abraço!
    Juliana

    • Rh.Tur

      Eu sei como é Juliana, o bacana é que depois que passamos por isso, esse “problema” acaba tendo um “caráter pedagógico”. Aprendemos, e o mostro fica pequeno a partir daí.
      Parabéns pelo seu trabalho e apareça sempre.
      Eduardo

  • Nei Monsores

    Bastante pertinente Eduardo,
    qualidades obrigatórias : capacidade de aprender e capacidade de adaptação a rápida evolução que os mercados exigem.
    O que é novidade agora já foi suplantado num piscar de olhos.
    Se identificarmos pelo menos essas duas qualidades, vale a contratação desde que tenhamos a capacidade de preparar e treinar a equipe constantemente.

    Forte abraço.
    Nei Monsores

    • Rh.Tur

      Ola Ney,
      Concordo com você sobre perfis de candidatos e treinamentos constantes.
      E o que tenho observado nas empresas (de todos segmentos), que estão se destacando no atual cenário.
      Acredito no nosso mercado e no trade que ha anos, a duras penas mantem esta profissão pra lá de nobre.
      Um grande abraço e apareça sempre por aqui.
      Eduardo.

  • ELIENE

    ESTAMOS PASSANDO POR ESSE EXPERIENCIA E NÃO ARREPENDE DE ESTÁ DANDO OPORTUNIDADES A QUEM REALMENTE QUER TRABALHAR E APRENDER…..VENDEM MUITO MAIS MESMO PELO O EMPENHO E A DEDICAÇÃO

    PARABÉNS PELO TEXTO MUITO BOM
    ELIENE

    • Rh.Tur

      Oi Eliene,
      Acredito que no mercado temos profissionais que “buscam trabalho” e profissionais que “buscam emprego”.
      Parabéns por estar dando oportunidade para os primeiros.
      Obrigado pelo post e apareça sempre.
      Eduardo

  • Ciro Abdon

    Muito interessante seu texto Eduardo, também concordo com a frase citadaI
    O Turismo não pode ficar preso a um grupo de ‘experientes’ ,tem que apostar em novos talentos, tem que formar novos agentes e com isso ter sempre um mercado atualizado e sempre em expansão !!

    Um abraço.

    • Rh.Tur

      E verdade Ciro, a vida é uma sequencia de renovações, ou as nossas ou as da concorrência.
      Tenho certeza que há espaço para todos neste mercado, desde que o profissional cuide de seu proprio desenvolvimento.
      Muito obrigado pelo seu post, apareça sempre.
      Eduardo

  • Leandro Rosa

    Prezado Eduardo,

    Muito bom seu texto, fui lendo e imaginando a cena e sua aflição do dia a dia que passou, mas claro que como suas palavras mesmo ter medo, quando a pessoal tem vontade e capacidade para conseguir seus objetivos os resultados são conseguidos, alias ninguém nasce sabendo não e? E mesmo os que tem experiencias um dia foram iniciantes, mas muitos se esquecem… Mas uma coisa e certa e muito importante, qualquer que seja a equipe sem um lider bom como você foi para sua equipe, não da certo concorda??
    abraços amigo!

    • Rh.Tur

      Ola Leandro,
      Obrigado pelo post e pelas palavras. Olha, não sei se fui bom líder não, acho que tive sorte quanto ao “material humano”.
      Foi um momento de aprendizado sim, como aliás acho que você tem suas experiências semelhantes. Quando o Pit Bull tá solto a gente descobre que pode pular um muro de quatro metros de altura.
      Parabéns pela Impacto, graças a todos vocês, empreendedores heróis, nossa profissão se torna mais nobre a cada dia.
      Grande abraço a você e todos de seu time!
      Eduardo

  • Tânia

    Muito bom seu texto.
    Tenho como prioridade não a experiencia, mas a vontade de aprender e de gostar de seu trabalho, não que a experiencia não tenha seu valor, tanto tem que é a prioridade das empresas em sua maioria.
    Quando trabalhava em outro setor sempre colocava em minha pequena empresa, a maioria sem experiencia e que em muito pouco tempo se moldaram as necessidades e ao perfil da empresa, nunca me decepcionei ao contrário, sempre me deixaram muito satisfeita. A cada dia que passa é menor a chance que dão aos inexperientes…pena não sabem o que estão perdendo em dar oportunidade de ter experiencia a pessoas que somam muito pela alegria de aprender o que gostam ou apenas por aprender, qualificação também se faz no dia dia de uma empresa. Infelizmente eu ainda não entrei na nossa área “TURISMO”, por falta de experiencia. Abraço e sucesso.

    • Rh.Tur

      Oi Tânia,
      Quando trabalhava na agência tivemos a participação de muitos novatos, estagiários, “primeiro emprego”, etc.
      Em dados momentos tivemos excelentes oportunidades criadas por sugestões dessa turma, algumas inclusive viraram uma bela fatia nos nossos rendimentos.
      Quanto a você entrar na nossa área, creio que nunca é tarde, vamos contar com você algum dia.
      Obrigado pelo post e apareça sempre.
      Eduardo

  • Mara Zucchini

    Parabéns Eduardo, seu texto é excelente !!!
    Não acreditar na capacidade do outro em mostrar seu talento e sua motivação para o novo é ,na verdade, perder uma grande chance de aprender. Estar aberto aos desafios, se reciclar constantemente e tirar a equipe da zona de conforto é certamente a receita para bons resultados.

    • Rh.Tur

      Oi Mara,
      Obrigado pelas suas palavras, realmente abrir portas e um ato de aprendizagem individual e da equipe, podendo inclusive ser vocacionado no DNA da empresa.
      Apareça sempre por aqui.
      Eduardo

  • Manoela Dinis

    Animo em saber que exista mercado para pessoas sem experiência mas com força de vontade para aprender! Quem esta disposto a aprender sai na frente e se permite viver novos desafios.Vou continuar tentando ingressar na área de Turismo.

    • Rh.Tur

      Olá Manoela,
      Sempre tem espaço onde quer que seja, para quem procura serviço ao invés de emprego.
      A única pessoa que pode te atrapalhar é você mesma.
      Desejo sorte e obrigado pleo post.
      Eduardo

  • Renato Françã

    Concordo que devemos atentar na contratação e dar preferência a pessoas com capacidade e humildade para aprender (que não é fácil), porém é mais importante a dedicação, disponibilidade e paciência de quem vai ensinar.

    Renato

    • Rh.Tur

      Ola Renato,
      Concordo quanto ao termo humildade, realmente é um valor que tem ficado escasso nos dias de hoje.
      Também com relação ao “disponibilidade e paciência”, temos resolvido isso com algumas agencias clientes, com um programa especifico para Trainees.
      Grande abraço e apareça sempre.
      Eduardo

  • Aurélio Medeiros

    Certamente qualquer um é capaz de trabalhar em qualquer função, basta ter COMPROMETIMENTO da pessoa e TREINAMENTO da empresa. Sem isso nada funciona!

    • Rh.Tur

      Olá Aurélio,
      Sim, o treinamento continuo é um dos maiores “ingredientes” para o sucesso da empresa.
      Tenho observado os colegas agentes que priorizam esta prática, e não há comparação deles com a média de mercado.
      Obrigado pelo post e apareça sempre.
      Eduardo Racy Abdalla

  • Luiz Fernando M de Azevedo

    Experiência X Capacidade de aprender

    Cada um só mostra o que é, só dá o que tem, só faz o que pode .

    luiz Fernando

    • Rh.Tur

      Obrigado pelo comentário Luiz!
      Grande abraço.
      Eduardo Racy Abdalla

  • Marcus Vinicius MD11 Turismo

    Olá Eduardo, Ótimo texto , boa colocação para dialogar ….
    dependendo do tempo de cada um seu tempo para o retorno , vale muito mais apena contratar pessoas com força de vontade de aprender e o mais importante que precise , essa é a questão pessoas que precise de trabalhar.
    tenho 24 anos comecei a trabalhar com turismo com 15 anos de idade comecei como office boy externo/ interno/ adm/ logistica/ adm/finan e hoje a 1 ano estou no atendimento ao cliente , …. ja tive experiência de contratação pessoas do mercado e fora do mercado, infelizmente ou felizmente tive bons resultados pessoas fora do Ramo devido seus vícios de trabalho, mais não descarto 100% a contração de pessoas com experiência , entre todos existe muitos profissionais bons , temos que ter a percepção de captar suas qualidades no ato da contratação.
    ( sei que as vezes tem umas caixinhas de surpresas )

    forte abçs

    • Rh.Tur

      Olá Marcos,
      Parabéns pela sua carreira. Sim, sempre temos, apesar de todos os processos ajustados, nossas caixinhas de surpresas. Acredito também que o crescimento profissional, principalmente do gesto, é uma questão de “saber errar bem” e dar ao erro um caráter pedagógico.
      Obrigado pelo comentário, apareça sempre.
      Eduardo Racy Abdalla

  • Nelson . tour escort

    Olá.
    Concordo com seu ponto de vista. Porém, a experiência de um profissional faz diferença se vier junto com a mente aberta para se adaptar aos novos cenários.

    • Rh.Tur

      Olá Nelson,
      Concordo também, ainda mais em tempos que a única coisa que não muda é a própria mudança.
      Um abraço e apareça sempre.
      Eduardo Racy Abdalla

  • Nilton Tavone

    Oi Nelson,

    Tudo bem? Gostei muito do texto. De fato, a vontade de aprender, trabalhar e agarrar com força a oportunidade que tiveram, fez com que a nova equipe “crescesse” dessa forma. Imagino que, ainda mais pela pressão e desafio, sentiram-se realizados com os resultados o que é muito bom. Seria bom se essas qualidades estivessem presentes em todas as pessoas, com ou sem experiência e conhecimento. Um profissional que sabe tudo mas que, por qualquer motivo, esteja desinteressado, não irá criar e trazer resultados. Outro, sem experiência, mas com muita vontade de aprender, conseguirá em maior ou menor tempo. Bom mesmo são os que tem experiência e continuam a fim de criar e trabalhar. Posso compartilhar um artigo que li esta manhã e que toca neste mesmo tema? Coincidentemente, é também sobre uma empresa do turismo e reforça o seu aprendizado desta experiência. Este é o link:
    http://www.cbsnews.com/news/how-do-you-hire-great-employees-grand-circle-travels-alan-lewis-starts-with-a-raw-egg/

    Parabéns e obrigado1
    Nilton

    • Rh.Tur

      Oi Nilton,
      Muito obrigado pelo texto e pelo link, muito interessante e deixo a disposição de todos no blog.
      Apareça sempre.
      Eduardo Racy Abdalla

  • João Augusto

    Oi Eduardo, fiquei aliviado com vosso artigo de relato de experiência. Pois são poucos que se expõem contando suas experiências. Realmente usamos a generalização como lema com o passar dos anos por conta de uma acomodação aos hábitos e corriqueiro dia a dia. Surpresas podem ser boas ou ruins. Ter um “feeling” para a contratação, eis a questão. Obrigado por partilhar sua experiência conosco. Sucesso

    • Rh.Tur

      Oi João,
      Muito obrigado pelas suas palavras.
      Acho que temos a obrigação de relatar mais os fracassos que os sucessos, pois dependemos deles para atingir nossos objetivos.
      Muito obrigado por ler meu post.
      Apareça sempre.
      Eduardo Racy Abdalla